Em nome de Marcos, amém!

15 de dezembro de 2012 Deixe um comentário

Há que se respeitar, independente do clube para o qual torcer, “São Marcos, o melhor goleiro do Brasil”.

Uma carreira longa e repleta de glórias. Assim foi a brilhante carreira de Marcos Roberto Silveira Reis, o Marcos, pela Sociedade Esportiva Palmeiras.

Marcos Roberto, assim chamado em sua fase pré-sucesso, começou sua carreira no modesto Lençoense e apenas em 1992 se transferiu para o Palmeiras.

Acredite se quiser, antes de ser contratado pelo clube palestrino, Marcos teve uma breve passagem pelo Corinthians, por emprestimo, mas durante 3 meses somente treinou, o que o fez voltar ao clube de Lençois – para a sorte da torcida palmeirense -.

No clube alviverde, estreou em um amistoso contra o Guaratinguetá, ganhando por 4×0, todavia só voltou a atuar de novo em 1996, quando já era reserva absoluto, permanecendo assim até 1999.

ImagemEm apenas 3 meses (coincidentemente o mesmo tempo que passou pelo Timão) passou de reserva a um dos maiores astros do time, na conquista da Taça Libertadores da América, se estabelecendo e conquistando o torcedor nas exímias partidas das quartas-de-final contra o maior rival, Corinthians.

    Marcos foi carinhosamente apelidado, pela torcida, de santo, após realizar suas famosas defesas milagrosas na campanha do título palmeirense da Libertadores em 99.

As belas atuações de Marcos o levaram a vestir a “camisa canarinho” na Copa do Mundo de 2002, na Alemanha, sendo titular e tendo Dida e Rogério Ceni como seus reservas, onde o Brasil se sagrou pentacampeão mundial.

Campeonato Mundial de Futebol de 2002 na Coréia/Japão

Não por menos, o arqueiro palmeirense é reconhecido por sua torcida como o melhor de todos os tempos. E Marcos, que sempre foi um exemplo a ser seguido tanto dentro como fora das quarto linhas, tem seu talento reconhecido  inclusive por torcedores de clubes adversários.

O futebol, portanto, só tem a agradecer pelo que representou o ex-goleiro, de 39 anos, e por tudo que conquistou durante sua carreira.

Anúncios
Categorias:Esportes

A sociedade anti-social

24 de setembro de 2012 1 comentário

Não é a primeira vez – e nem será a última -que presencio uma situação em que duas pessoas evitam qualquer tipo de relação.

Onde já se viu duas pessoas passeando com seus cachorros, ao se cruzarem e virem seus bichos interagindo, nem ao menos se cumprimentarem? Veja a que ponto chegamos!

Como disse o jornalista Adalberto Piotto, pelo Twitter, “Em que raio de mundo estamos? Vá a um parquinho infantil e se assombre com o egoísmo das crianças e a indiferença dos pais dessas crianças.”

Essa história de ‘ser social’ apenas pela internet (que certamente diminui os espaços geográficos e desinibi) está acabando com a interação ao vivo e a cores. Esse é um dos piores defeitos do mundo virtual.

De fato, quantas vezes vamos a lugares públicos e nos cansamos de ver pessoas o tempo todo conectadas à rede (com seus celulares, ipods, etc.) sem ao menos se importar com o que as cercam, se desligando da realidade.

A questão é que se continuarmos assim, só haverão “espaços públicos virtuais”, pois se até para parabenizar alguém por seu aniversário optamos por usar o computador ao invés de fazer uma ligação, ou ir ao encontro dessa pessoa, diminui-se ao extremo o grau de relação interpessoal. Então, cabe a nós entendermos que o mundo virtual não pode tomar o lugar do mundo real, lembrando sempre que pode sim haver um paralelo, usando toda essa tecnologia enquanto ferramenta, sem compromisso.

 

Categorias:Opinião

O “ônibus azul” funcionou novamente

21 de maio de 2012 Deixe um comentário

Campeão!!!

Como o pior colocado a vencer a competição desde o Aston Villa em 1982, o Chelsea se sagrou campeão da UEFA Champions League pela primeira vez em sua história.

Imagem

Passando por trancos e barrancos e aguento até a mudança de técnico, com a queda de André Villas-Boas, o clube londrino só conseguiu a vitória nas cobranças de pênalti, que também foram disputadas.

Jogando ao “modo Di Matteo“, o “ônibus azul” – assim apelidado pelo jornalista André Kfouri – deixou sua marca na história da Champions com a famosa retranca.

O clube londrino ganhou este apelido por jogar numa incrível retranca tanto no jogo contra o Barcelona, pelas semifinais, quanto na final contra o Bayern.


Na semi, o clube londrino foi “obrigado” a jogar desta forma, pois estava com um jogador a menos e com a obrigação de ganhar de um time que joga 70% do tempo com a bola nos pés. Assim, jogou numa retranca só, com 2 linhas de quatro jogadores com apenas Fernando Torres no ataque. A estratégia era simples: recuperar a bola e lançá-la para frente de modo que chegasse aos pés de seu atacante. Dito e feito.

Inesperadamente, uma bola foi rifada da área dos “blues” em direção ao campo adversário, chegando aos pés de Torres, que, sem muitos oponentes à sua frente – apenas 1 na verdade -, partiu para o ataque e num lance brilhante deixou o goleiro Victor Valdés a procurar a bola, marcando assim o gol de empate e classificação do clube londrino.


Já na final, Di Matteo pelo contra-ataque, também, porque o Bayern é, assim como o Barcelona, um time que joga com a posse da bola, além de ter a desvantagem de jogar na casa do adversário.

Conseguiu o empate por 1×1, e até pênalti Petr Cech defendeu (ou Robben desperdiçou).

E nos pênaltis, mais uma vez, quem brilhou foi o checo, Cech, defendendo 2 cobranças, garantindo a vitória londrina pela primeira vez na história.

Categorias:Esportes

Olhando para frente

15 de maio de 2012 Deixe um comentário

Image

 

O Fluminense se consagrou campeão carioca neste último final de semana perante o Botafogo com uma vitória de 1×0.

O time das laranjeiras já havia ganhado no primeiro embate conta o Botafogo por uma goleada de 4×0, o que praticamente lhe garantiu o título. 

Entretanto, o Flu já está com a cabeça em seu próximo adversário, o Boca Jrs., pela Libertadores nesta quinta-feira. 

A principal expectativa gira em torno da escalação da equipe, que sofre com várias baixas nos setores ofensivo e de criação.

Com Diguinho (com torção no tornozelo direito), o volante Valencia (com um estiramento na panturrilha) e Deco fora após ter deixado o campo sentindo dores na coxa direita, no primeiro tempo do confronto contra o Botafogo,  o mais cotado é Wagner – embora sem ritmo de jogo.

Outro que preocupa é Fred que sofreu um estiramento também na coxa direita, que naturalmente deve ser substituído por Rafael Moura por semelhança na forma de jogo.

Todo essa expectativa faz com que o técnico Abel Braga revele a escalação apenas pouco antes da partida.

 

Categorias:Uncategorized

Tirando o atraso

14 de maio de 2012 Deixe um comentário

Após 44 anos sem o título da Liga Inglesa, o Manchester City foi o vencedor da Premier League nesta temporada 2011/2012.

Com 78% de aproveitamento tendo apenas 5 derrotas ao longo de sua jornada, o clube se consagrou campeão neste domingo, jogando em casa contra o modesto Queens Park Rangers – que mesmo com a derrota não foi rebaixado devido ao empate entre Bolton e Stoke City.

Gols Zabaleta (foto) abrindo o placar, e de Cissé e Mek virando para o QPR.

O campeonato foi acirrado até o último minuto, pois a vitória do United em cima do Sunderland o tornava campeão caso o City empatasse ou perdesse para o QPR, o que acontecia até os acréscimos do segundo tempo no Etihad Stadium com gols de Dzeko aos 47 minutos e de Aguero aos 49, assegurando a vitória dos blues por 3×2, de virada.

Image

O Manchester City conseguiu transformar o que seria uma tragédia, em festa. Conseguiu transformar todo o investimento, o maior da Europa, em título.

A conquista é apenas a terceira da história do Manchester City: 1936-37, 1978-68 e agora 2011-12. O time azul de Manchester foi ainda vice em três oportunidades: 1903–04, 1920–21, 1976–77.

Categorias:Esportes

Exportação do peixe

29 de abril de 2012 Deixe um comentário

Já é óbvio e chega a ser redundante dizer que Neymar e Ganso são craques…

A dupla santista fixa a cada jogo a ideia de que já são grandes estrelas do futebol, fazendo história com seus passes, dribles e gols.

Juntos, conquistaram títulos e mais títulos e continuam sedentos de vitórias. Em 2010, levaram o Santos ao título do Campeonato Paulista e Copa do Brasil, dirigidos por Dorival Júnior. Já em 2011, os garotos da vila repetiram o feito sendo campeões do Campeonato Paulista,  só que desta vez, ao invés da Copa do Brasil, levaram o título da Libertadores da América, ao comando de Muricy Ramalho.

Todos esses títulos e suas atuações durante os torneios fizeram com que o time da Vila Belmiro virasse o “time da moda”, e Ganso e Neymar (principalmente) ao topo da popularidade nacional e internacional, sendo assim, convocados para defender a camisa da seleção brasileira.

A fama, como sempre não veio sozinha e trouxe a companhia das especulações. Todos já diziam: “Eles não duram muito jogando no Brasil” ou “O futebol brasileiro é sempre assim: faz craques e os manda para o exterior”. E mais uma vez eles se mostraram diferenciados, renovando contrato com o Santos ao invés de se transferir cedo para fora. – como foi o caso do André, ex-companheiro de Neymar e Ganso que se transferiu para o Dinamo Kiev – TUR e logo retornou para jogar pelo Atlético Mineiro.

Hoje o time dos garotos se classificou para a final do Campeonato Paulista, pela 3ª vez seguida, com mais um espetáculo à parte da dupla santista. Com 3 gols de Neymar e uma belíssima assistência de Paulo Henrique Ganso, o Santos derrotou o São Paulo por 3×1, avançando para a final do Paulistão.

E tanta gente quer vê-los fora do Brasil..

Categorias:Esportes

Desencantou…

29 de abril de 2012 Deixe um comentário

Image

Até que enfim!

Estará Fernando Torres voltando à sua boa forma?

O atacante espanhol vem marcando inúmeros gols com a camisa do Chelsea, após o jogo contra o Barcelona  nesta última terça-feira pela UEFA Champions League. Hoje mesmo o atacante marcou um hat-trik na vitória do time londrino sobre o Queens Park Rangers, por 7×1.

O investimento feito pelo russo Roman Abramovich de 50 milhões de euros na compra do passe do atacante que atuava pelo Liverpool FC, por fim está dando resultado. Questionado muitas vezes por manter o atacante na equipe mesmo em má fase, o russo goza seu sucesso na aposta em Torres.

Hoje, já nem se fala mais em dispensar Fernando Torres, que vem tomando o lugar de Didier Drogba na posição de titular no time do Chelsea.

Categorias:Esportes